Portado por : Felipe Marques terça-feira, 29 de setembro de 2015

silvio_de_abreu
A próxima novela das nove da Globo será uma trama rural sobre o amor impossível entre membros de duas famílias rivais que vivem às margens do rio São Francisco, na Bahia. Diretor de dramaturgia diária da Globo, Silvio de Abreu bateu o martelo: a substituta de “A Regra do Jogo”, em março do ano que vem, será “Velho Chico”, de Benedito Ruy Barbosa, Edmara Barbosa e Bruno Barbosa, com direção-geral de Luiz Fernando Carvalho. Antônio Fagundes, Letícia Sabatella e Marcelo Serrado devem encabeçar o elenco do núcleo principal.
A decisão foi tomada ontem (28). Na semana passada, a Globo decidiu adiar a produção de “Sagrada Família” (nome provisório), de Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari, que começaria a ser gravada em novembro. Oficialmente, a novela perdeu a vez porque sua trama central gira em torno de uma família de políticos e a emissora poderia ter problemas com as restrições da legislação brasileira durante a campanha eleitoral de 2016. Extraoficialmente, um outro motivo para o adiamento de “Sagrada Família” foi a busca de tramas menos focadas na realidade nacional, como foi o caso de “Babilônia” e tem sido o de “A Regra do Jogo”, que não decolou no Ibope e vem sofrendo derrotas pontuais para “Os Dez Mandamentos”, da Record.
Inicialmente programada para ser uma novela das seis no segundo semestre do ano que vem, “Velho Chico” era a favorita a substituir “A Regra do Jogo” desde que “Sagrada Família” foi adiada. Mas Glória Perez e a dupla Thelma Guedes e Duca Rachid chegaram a entregar sinopses de novos projetos. Além de ter uma temática que há 15 anos não frequenta a faixa das 21h e de envolver o mesmo autor e diretor de “O Rei do Gado” (1996), que fez sucesso neste ano na sessão “Vale a Pena Ver de Novo”, “Velho Chico” foi a escolhida por estar mais “adiantada”.
A produção já conta com sinopse aprovada e tem 20 capítulos escritos, mas terá de ser acelerada. A maior parte do elenco ainda não foi escolhida. Apesar de se basear em um “Romeu e Julieta” do campo, “Velho Chico” não será uma novela alienada da realidade nacional. A trama abordará questões ecológicas e econômicas, como a transposição do rio São Francisco, e terá confrontos entre jovens que lutam contra a poluição do rio e políticos corruptos. A trama central começará em 1968 e seguirá até os dias atuais, em três fases, com um amor impossível entre a filha de um coronel e o filho de um capataz, além de conflitos entre pai e filho sobre a forma de utilizar o rio.
Para completar: Silvio de Abreu já tem programado todas as novelas da TV Globo até 2018, em praticamente todos os horários. A gestão do autor tem surtido efeito: reergueu o horário das 18h com “Sete Vidas” e “Além do Tempo”; reergueu o horário das 19h com “Alto Astral” e “I Love Paraisópolis”; reergueu o horário das 23h com “Verdades Secretas”. E agora, seu missão é reerguer o horário das 21h com “Velho Chico” e as suas sucessoras. 
Fonte: Uol Entretenimento

Deixe seu comentário

Feed posts | Feed comentários

Populares

Arquivos

TOP1@Copyright Todos os Direitos Reservados. Tecnologia do Blogger.

Visitas

- Copyright © Top 1 | Séries de Web -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -