De maneira discreta, a apresentadora Fátima Bernardes comemorou na manhã desta quinta-feira (25) o aniversário dos três anos de “Encontro”. Questionada por Marcos Veras se sente saudades da bancada, do jornalismo, Fátima foi direta. “Ah, eu acho que fiz uma despedida bem longa, de vários anos me despedindo comigo mesmo. Para o público, foi um movimento mais rápido. Mas, não, não sinto saudades”, disse ela em resposta a Veras. “Foram 25 anos incríveis e adorei começar outra história”, completou.
Fátima Bernardes deixou a bancada do “Jornal Nacional” no início de dezembro de 2011 para se dedicar a projetos de Entretenimento na Globo. Lançou o “Encontro” cerca de 7 meses depois, em junho de 2012.
Houve resistência da audiência no início do projeto. Perdeu para desenhos do SBT e brigou com o “Hoje em Dia”, da Record. Fátima precisou trocar de diretor, mexer no cenário, assistentes e repórteres. Foram cerca de seis meses de espera para se estabilizar, que fizeram criar uma enorme expectativa em torno da atração.
Durante os três anos de “Encontro”, Fátima mostrou um outro lado de uma das jornalistas mais conhecidas do Brasil: cometeu gafes ao vivo, dançou do funk ao forró, tomou banho de água gelada, subiu no pole dance, mostrou o lado “mãezona de ser”, contou detalhes da vida ao lado de William Bonner. Também passou por sustos, como o sangramento no nariz pouco tempo antes de entrar no programa. Na ocasião, a Globo precisou convocar às pressas Ana Furtado, mulher do diretor Boninho, para substituir a titular.